Campanha de Vacinação contra Influenza é aberta em Goiânia

83

A Prefeitura de Goiânia realizou na manhã deste sábado (23/3), o lançamento oficial da 26º Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. O evento ocorreu na Vila Redenção, no local onde o município realiza o segundo Mutirão de 2024. A abertura contou com a presença do prefeito Rogério e do secretário de Saúde, Wilson Pollara.

“Queremos aproveitar esse público e chamar a atenção da população-alvo para a importância dessa vacina, pois sabemos que já há um aumento da circulação de vírus respiratórios em nossa região. Portanto, quanto mais cedo a pessoa tomar a dose, mais rápido ela estará protegida contra as formas mais graves da gripe”, enfatiza o prefeito Rogério.

No local do mutirão foram montadas quatro salas de vacina para atender ao público-alvo. Mas desde a última quarta-feira (20/3), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já disponibiliza o imunizante em todas as 72 salas de vacina do município, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Nos finais de semana e feriados, quatro unidades ficam com as portas abertas para atender à população, no mesmo horário.

Para o início da vacinação, a SMS recebeu 120 mil doses da vacina trivalente, que protege contra os subtipos do vírus da Influenza A, que são o H1N1, H3N2 e o vírus tipo B.

“Normalmente, a aplicação das doses em público específico ocorre nos meses de abril e maio, mas este ano foi antecipada pelo Ministério da Saúde (MS). A campanha vai até 31 de maio e a meta é imunizar 90% dos grupos prioritários, que são idosos, crianças, gestantes e puérperas”, explica o secretário de Saúde, Wilson Pollara.

A dose da Influenza pode ser aplicada ao mesmo tempo que outras vacinas, inclusive junto da vacina contra a Covid-19, a exceção é a da dengue, que precisa de intervalo de 30 dias. Crianças que vão receber o imunizante pela primeira vez devem tomar duas doses, também respeitando o intervalo de 30 dias.

Público-alvo
•Crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias)
•Pessoas com 60 anos ou mais
•Gestantes
•Puérperas
•Trabalhadores da saúde
•Professores dos ensinos básico e superior
•Povos indígenas
•Pessoas em situação de rua
•Profissionais das forças de segurança e de salvamento
•Profissionais das Forças Armadas
•Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade)
•Pessoas com deficiência permanente
•Caminhoneiros
•Trabalhadores do transporte rodoviário coletivo (urbano e de longo curso)

•Trabalhadores portuários
•Funcionários do sistema de privação de liberdade
•População privada de liberdade, além de adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas (entre 12 e 21 anos)

Foto: Jackson Rodrigues

Secretaria Municipal de Saúde (SMS) – Prefeitura de Goiânia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui