Faixa exclusiva para ônibus aumenta em mais de 10% fluidez no corredor da Avenida T-63 e reduz letalidade no trânsito da capital

Implantação, realizada pela Prefeitura de Goiânia em 2012, contemplou, também, Avenida 85, Avenida T-7 e Corredor Universitário. Melhoria na mobilidade reflete ainda redução significativa da letalidade no trânsito da capital

219
Hidro
Foto: Jucimar de Sousa

Desde a implantação, em 2012, das faixas exclusivas para ônibus, a Prefeitura de Goiânia reduziu significativamente a letalidade no trânsito da capital. A melhoria, que contemplou a Avenida 85, Avenida T-63, Avenida T-7 e Corredor Universitário, assegurou, também, o ganho de tempo nas viagens de ônibus.

No corredor da Avenida T-63 a fluidez foi de 14% a 26% em horários críticos. Dados da Delegacia de Crimes de Trânsito apontam que, em 2013 o número de mortes caiu para 275; em 2014 para 269; em 2015 para 221. Até o início de outubro de 2016 foram 190 mortes no trânsito.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), transitar pela faixa exclusiva é infração de natureza gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47 e perda de sete pontos na carteira de habilitação. Apesar da lei, foram registradas 65.785 multas em 2022, todas por meio de equipamentos eletrônicos.

De acordo com o Gerente de Educação para o Trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade, Horácio Ferreira, o número é preocupante, uma vez que são gerados a partir da imprudência dos condutores. “A faixa exclusiva existe para garantir, em relação a um veículo de grande porte, a segurança dos demais usuários da via pública”, pontua.

Os ônibus exigem um tempo maior de distância e parada, além de contarem com a existência de campos cegos que podem impedir a visualização de veixuoos menores, como as motocicletas, automóveis menores e até mesmo os ciclistas. “Conduzir outros veículos na faixa preferencial é um desrespeito à garantia e à defesa da vida”, alerta Horácio Ferreira.

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM), tem buscado pautar o debate de forma educativa com a campanha Calçada Livre. Além de realizar a retirada de veículos dos locais de passeio público e corredores exclusivos, servidores têm alertado sobre os riscos de transitar no local destinado aos ônibus.

Saiba como fazer a conversão em ruas com faixas exclusivas para ônibus

O funcionamento da faixa de ônibus em Goiânia é simples e obedece às regras estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Para acessar uma garagem, um estabelecimento comercial ou realizar conversão à direita para as ruas transversais àquelas vias com faixas exclusivas, o motorista deve notar a linha tracejada pintada no asfalto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui