Gestão do prefeito Rogério Cruz promove reformulação e modernização do sistema de transporte coletivo, que se torna referência internacional

Implantação de serviços como pagamentos por cartões e PIX, além da oferta do Bilhete Único e do Passe Livre do Trabalhador, democratizam serviço de transporte público na Região Metropolitana; Reformulação se torna referência, e interesse de outras capitais e de cidade do México

156
Foto: Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) - Prefeitura de Goiânia

O prefeito Rogério Cruz conclui um ano e dez meses de mandato com o mérito de viabilizar modernização no transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia. Dentre os feitos, estão a nova política de tarifação flexível o que possibilitou a implantação de pagamentos por cartões de crédito, débito e pelo PIX; Bilhete Único e Passe Livre do Trabalhador, que geram economia e agilidade para os usuários do sistema.

Promessa de campanha do prefeito Rogério Cruz, a reestruturação do transporte coletivo de Goiânia foi iniciada com o lançamento de pagamento por cartão de crédito e débito no transporte coletivo, em dezembro de 2020. Já o PIX entrou em funcionamento em setembro de 2022, incluindo a opção de pagamento pelo aplicativo WhatsApp. Apenas no mês de outubro, foram cerca de 730 mil validações com os novos métodos de pagamento, que contam com um rigoroso sistema de segurança, como biometria e reconhecimento facial, o que evita fraudes e garante a segurança dos usuários.

Buscando tornar o transporte coletivo mais atrativo e competitivo, em abril de 2022 foi lançado o Bilhete Único. A modalidade permite a integração fora dos terminais, reduzindo o custo por viagem e o tempo gasto com o deslocamento. O usuário necessita apenas comprar o bilhete em qualquer terminal que, após ativado, é válido por duas horas e meia. O investimento da Prefeitura no Bilhete Único e no transporte coletivo de Goiânia será de R$ 110 milhões ao ano, de acordo com dados divulgados pela Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC).

Cartão Fácil
Foto: Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) – Prefeitura de Goiânia

No mês de maio, foi anunciado o Passe Livre do Trabalhador, opção voltada para empresas e adquirido somente pelo empregador, possibilitando uma economia média de 20% com o custeio do Vale-Transporte. As empresas que aderirem à modalidade ainda podem adquirir as assinaturas por um valor unitário mensal fixo de R$ 180,00 por cada trabalhador. O empregado pode realizar até 8 viagens diárias durante 30 dias, o que resulta em até 240 viagens nesse período, que inclui os finais de semana e feriados.

O impacto foi imediato no sistema e na economia para a população. O Bilhete Único corresponde a 22% de todas as passagens contabilizadas até o início de outubro. Já o Passe Livre do Trabalhador iniciou o mês com 1.800 empresas cadastradas e 23 mil trabalhadores beneficiados.

“Buscamos a tecnologia para melhorar e modernizar o sistema de transporte público. Isso sem repassar aumento para os usuários. É uma iniciativa inédita no país, e que coloca Goiânia na vanguarda das soluções em mobilidade. Estamos cientes de que muito ainda precisa ser feito, mas não nos falta disposição para, em parceria com o Governo de Goiás e a CDTC, buscar respostas e apresentar soluções para a população”, afirma o prefeito Rogério Cruz.

Referência

Os resultados alcançados em Goiânia despertaram interesse internacional. No mês de junho, a prefeitura de Goiânia, representada pelo presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) Tarcísio Abreu, participou da 7º edição do Congresso Smart City Expo LATAM. A exposição contou como tema principal implementar soluções inovadoras na mobilidade, debatendo ideias, projetos e ações que se tornaram referência para o mundo.

De acordo com o presidente, os serviços implantados em Goiânia chamaram tanta atenção que o prefeito da cidade de Mérida (México), Renán Barrera, sugeriu que toda sua equipe viesse à Goiânia para conhecer o transporte coletivo da capital. “O prefeito de Mérida quer vir à Goiânia conhecer o nosso transporte. E os prefeitos de cidades brasileiras como Belém, Juiz de Fora, Guarulhos e Taubaté também ficaram impressionados com a organização do nosso sistema”, diz Tarcísio Abreu.

Tarcísio reforça que “ainda estamos no meio do processo de reestruturação do transporte público”. “Temos muito trabalho pela frente. A prefeitura trabalha para a implantação de novos modelos, que incluem os bilhetes de Meia-Tarifa, Cartão Família, Bilhete Um dia, Bilhete Pós Pago e Bilhete Uma Semana. Além da implantação de uma nova frota de ônibus, Citybus e bicicletas compartilhadas. Tudo integrado, oferecendo mais conforto e agilidade aos nossos usuários”, afirma.

O presidente destaca que hoje o sistema de transporte coletivo de Goiânia e da região metropolitana é um dos mais modernos do país, e que os resultados só são possíveis graças à união de grandes entes. “A parceria da Prefeitura de Goiânia com o Governo do Estado está nos proporcionando chegar a um patamar que jamais imaginávamos. E precisamos agradecer ao prefeito Rogério Cruz e ao governador Ronaldo Caiado, que acreditam que o transporte público coletivo tem uma solução”, ressalta.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui