Rogério Cruz recebe Prêmio Nacional de Mobilidade Urbana em reconhecimento pela inovação do Passe Livre do Trabalhador

145
prêmio
Foto: Jackson Rodrigues

O prefeito Rogério Cruz recebeu o Prêmio Nacional de Mobilidade Urbana, em reconhecimento pela inovação do Passe Livre do Trabalhador, nesta quarta-feira (30/8), em solenidade realizada no Paço Municipal. Na ocasião, o prefeito destacou a criação de novos modelos de bilhetagem e os investimentos do município que permitem a manutenção da tarifa do transporte público congelada em R$ 4,30 desde 2019.

“É uma alegria muito grande. Quero parabenizar a todos os integrantes da CMTC e ao Governo do Estado porque trabalhamos em várias mãos para que fosse construído um novo sistema de mobilidade na região metropolitana. No início da gestão, nas primeiras pesquisas que nós fizemos, o transporte público era a principal reclamação da população. Hoje nós vimos algumas pesquisas recentes em que o transporte público caiu para sétimo lugar. É gratificante saber que o nosso trabalho tem dado resultados positivos para a população”, afirmou Rogério Cruz.

O prefeito destacou que parte importante do desenvolvimento do transporte público se dá pelos investimentos feitos pelo município e pela criação de novas modalidades de bilhetagem, como o Cartão Família e o Bilhete Único. “Nós investimos mais de R$ 100 milhões por ano para subsidiar as empresas e dar condições de manter a tarifa congelada desde 2019 a R$ 4,30. E na região metropolitana são cinco cidades em que os usuários pagam R$ 2,15 na passagem”, completou.

parque
Foto: Divulgação

Lançado pela gestão do prefeito Rogério Cruz em 2022, o Passe Livre do Trabalhador conquistou os títulos de “Iniciativas Públicas que Inovam e Transformam” e “Iniciativas Privadas de Bilhetagem” no concurso nacional. O projeto foi escolhido entre 227 iniciativas públicas e privadas. A projeto goiano dividiu destaque com ideias implementadas no interior de São Paulo e em Fortaleza.

A medida permite que trabalhadores façam até oito viagens diárias por mês e garante economia de 20% para empregadores. A Prefeitura de Goiânia investiu mais de R$174 milhões de maio de 2022 a junho de 2023 no transporte coletivo da região metropolitana. Dentro do rateio da diferença entre o valor pago e o valor real da passagem, o aporte da capital representa 41,2%, o mesmo do governo estadual. Sem esse subsídio, a tarifa chegaria a R$ 7,60.

O presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), Tarcísio Abreu, explicou que a medida chamou atenção dos jurados por conta da abrangência e inovação do serviço. Segundo ele, o modelo adotado pela maior parte das cidades do país permite apenas duas viagens para o trabalhador.

“O empresário ganha porque economiza e o trabalhador ganha porque tem o direito a oito viagens. E eu quero ressaltar o papel da Prefeitura de Goiânia pelo compromisso e a responsabilidade de realmente investir no transporte público. Nós podemos ver isso pelos frutos que estamos colhendo. A premiação é exatamente um fruto do investimento que o prefeito Rogério tem feito junto com o Governo do Estado”, avaliou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui